Loading...

domingo, 16 de junho de 2013

Epicondilite

A epicondilite se caracteriza por um processo inflamatório na região dos epicôndilos do cotovelo, podendo acometer o epicôndilo medial (ponto de origem dos flexores de punho e dedos) ou o epicôndilo lateral (ponto de origem dos extensores de punho e dedos). A epicondilite lateral pode ser denominada como Cotovelo de Tenista e a epicondilite medial como Cotovelo de Golfista.
Este comprometimento geralmente é atribuído ao esforço físico intenso e/ou repetitivo, pode acometer atletas de diferentes modalidades e até mesmo trabalhadores que executam suas funções de maneira inadequada.

Quais os sintomas??
- Dor inicialmente leve e localizada , evoluindo para uma dor intensa e difusa na região do antebraço.

- Edema
- Limitação na realização das atividades de vida diária (AVD’s)

Como realizar o diagnóstico??
O diagnóstico deve ser efetuado com precisão, iniciando com uma anamnese completa, passando pela inspeção/palpação da região e não devendo se esquecer dos testes especiais (Teste de Cozen e Teste de Mill).
O Ultra-som e a ressonância magnética são os exames mais indicados para o diagnóstico preciso desta patologia, porém este último trará dados mais preciosos.

Qual o tratamento??
Inicialmente opta-se pelo tratamento conservador, onde a fisioterapia possui papel importante aliada ao repouso e a conscientização do paciente em eliminar os fatores desencadeantes da patologia.
Resumidamente, o tratamento fisioterapêutico se baseará na utilização de técnicas de analgesia/redução de processo inflamatório, alongamentos musculares e fortalecimentos para equilibrar as forças que atuam na região acometida.
Caso o tratamento não apresente melhorias no quadro, este paciente deve ser reavaliado e poderá ser apresentada a opção do tratamento cirúrgico.

Um abraço a todos