Loading...

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Como evoluir na corrida?

Atualmente a corrida é um dos esportes que mais apresentam praticantes ao redor do mundo, crescendo cada vez mais a demanda de praticantes, a razão para isto é simples, pois, além de ser uma atividade que podemos praticar individualmente, apresenta um custo baixo ao indivíduo, podendo ser realizada em parques, ruas e pistas.
 Todo indivíduo que inicia uma prática esportiva, apresenta uma grande melhora de rendimento nos primeiros meses (até 1 ano), entretanto, com o passar do tempo o organismo cria adaptações ao estímulo, e esta evolução no rendimento vai se tornando cada vez mais lenta chegando a desaparecer, é neste momento que a pessoa deve avaliar alguns aspectos:

  1. Variação de treinamento é fundamental para que o organismo não se adapte a um único estímulo.
  2. Reeducação alimentar pode auxiliar no rendimento e na recuperação pós-exercício.
  3. Orientação profissional, pois alguns ajustes posturais e/ou melhora do gesto desportivo podem influenciar positivamente no seu rendimento.
  4. Variações na duração e na Frequência dos treinos de corrida de acordo com a carga de treino diária/semanal.
  5. Programas de fortalecimento muscular são fundamentais, tornando as articulações mais estáveis e músculos mais resistentes.

Para aqueles que pretendem ingressar no “mundo” da corrida, procurem utilizar roupas adequadas, tênis com alto grau de conforto (específicos de corrida) e por fim busquem a orientação de um profissional da área, que poderá direcionar/potencializar os treinamentos, aliado a uma redução no risco de lesões.
Abraço
Denis

domingo, 4 de dezembro de 2011

Dez erros mais comuns no treinamento

Atualmente é comum nos depararmos com indivíduos que cometem erros significativos dentro de um programa específico de treinamento, seja por falta de orientação e/ou atenção.
Abaixo procuro listar os 10 erros mais comuns:
1-      Não realizar alongamentos pré e pós atividade física.
2-      Extravazar na carga de treinamento sem possuir um preparo físico ideal para tal
3-      Intervalo inadequado entre as séries e repetições
4-      Não manter uma boa hidratação durante o período de treino (água)
5-      Rotina diária de treino muito longa (acima de 2 horas apenas em casos específicos)
6-      Permanecer com o mesmo tipo de treinamento por meses
7-      Não manter um bom padrão respiratório durante a realização dos exercícios (apnéia)
8-      Adotar posturas compensatórias durante exercícios livres, sobrecarregando principalmente a região lombar.
9-      Manter o mesmo ritmo de treinamento mesmo sentindo dores articulares/musculares
10-   Não treinar todos os grupamentos musculares por igual (principalmente aqueles indivíduos que só treinam braços e se “esquecem” das pernas)

A dica mais importante que fica para aqueles que já treinam ou pretendem ingressar na atividade física é que SEMPRE DEVEM RESPEITAR SEUS LIMITES, POIS CASO CONTRÁRIO, DANOS IRREPARÁVEIS A SAÚDE PODEM SURGIR.
PROCURE SEMPRE A ORIENTAÇÃO DE UM PROFISSIONAL PARA BUSCAR O BEM ESTAR FÍSICO E MENTAL.

ABRAÇOS E BOA SEMANA
Denis Corrêa