Loading...

terça-feira, 20 de novembro de 2012

Doença de Osgood-Schlatter

Esta doença se caracteriza pelo aumento de volume da tuberosidade anterior da tíbia, acompanhado de dor, edema, claudicação (alteração no padrão da marcha). A etiologia não é bem definida, entretanto, o que pode ser afirmado é que o sexo masculino é mais atingido, com predomínio na faixa etária dos 8 aos 14 anos, praticantes de esporte (principalmente o futebol) e que apresentem um período de crescimento rápido (fase do “espigão”). Existem diversas teorias, entre elas, é que o surgimento ocorre pelo excesso de utilização do músculo quadríceps (região anterior da coxa), que por sua vez resulta em um tracionamento repetitivo da tuberosidade anterior da tíbia através do tendão patelar (que une essas estruturas)
Fig1. Estruturas anatômicas do joelho envolvidas na lesão

O diagnóstico é realizado através do exame físico onde o profissional poderá fazer a inspeção e a palpação, verificando os sintomas relatados.  Os exames radiológicos, mais especificamente o Raio X, poderá encontrar alterações como: tuberosidade anterior da tíbia aumentada (Fig 2.), fragmentos ósseos com irregularidades e/ou até mesmo soltos (Fig.3).
Fig2. Tuberosidade anterior da tíbia
aumentada
Fig3. Raio X com fragmentos ósseos
 na tuberosidade
da tíbia
 


 
 
 
 
 
 
 
O tratamento pode ser baseado em:
·         Repouso e/ou redução na prática de atividades com alto impacto articular
·         Aplicação de compressas de gelo
·         Utilização de bandas elásticas
·         Eletroterapia (analgesia e redução da Inflamação)
·         Hidroterapia
·         Alongamentos musculares (principais grupamentos do membro inferior)
·         Fortalecimento muscular será preconizado quando houver redução da sintomatologia.
 
Abraço a todos

Denis

domingo, 28 de outubro de 2012

Dia Mundial da Psoríase - 29 de outubro


Amanhã, dia 29 de outubro, é o Dia Mundial da Psoríase, uma doença crônica da pele, imuno-inflamatória, não contagiosa e que afeta em torno de 3% da população mundial. Seu acometimento é frequente em homens e mulheres na faixa entre os 20 e 40 anos de idade, não sendo descartada em outras faixas etárias, como na infância que pode atingir 15% dos casos.
Apesar das diversas pesquisas que são desenvolvidas, não podemos afirmar ao certo os motivos que desencadeiam a doença, entretanto o fator genético está relacionado em 30% dos casos. Fatores como o estresse emocional, traumas ou irritações na pele, infecções na garganta e alguns medicamentos específicos são considerados fatores predisponentes.

Sintomas
A doença se manifesta por lesões róseas ou avermelhadas, recobertas por escamas esbranquiçadas e na maioria dos casos podem aparecer em diversas regiões do corpo como: couro cabeludo, cotovelos e joelhos.

Tratamento
·         Reduzir os fatores predisponentes e/ou agravantes (citados acima)

·         Medicamentos de uso tópico (pomadas, gel e xampus)

·         Sessões de fototerapia

·         Medicamentos de uso oral ou injetável

Orientações
  • Mantenha uma alimentação saudável
  • Evite ingestão de bebidas alcoólicas
  • Exposição ao sol é fundamental, porém deve ser utilizado sempre o filtro solar
  • Evite o ressecamento da pele mantendo-a hidratada
  • Evite o estresse e mantenha a auto estima sempre elevada
 
“Siga as orientações de seu dermatologista e mantenha-se sempre forte”

Um abraço a todos

Denis

 FONTE: http://www.diamundialdapsoriase.com.br

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Oxandrolona: Conheça seus riscos


Conheça os efeitos e RISCOS dessa substância que ronda as academias brasileiras e que pode deixar sequelas irreversíveis à todos aqueles que a utilizam.

Por Que Virou "Febre" Nas Academias?

As mulheres têm sido atraídas pelos comprimidos de oxandrolona por dois motivos. O primeiro - e mais óbvio - é que a substância, derivada da testosterona, proporciona o crescimento muscular. Lembre-se de que os homens têm mais músculos do que as mulheres justamente por causa desse hormônio. O segundo é que, em tese, ela teria menos efeitos colaterais do que outros anabolizantes, masculinizando menos. "Diversos estudos questionam exatamente isso", diz o nutrólogo Claudio Barbosa, membro da Associação Brasileira de Nutrologia (Abran).

Possui Efeitos Colaterais?

SIM, utilizar oxandrolona é um perigo, ainda que por pouco tempo. Os efeitos masculinizantes, ao contrário do que se pensa, aparecem: voz grossa, queda de cabelo ou aumento excessivo de pelos no corpo, ginecomastia (em homens), alterações na textura da pele (acne) e muitos outros. O consumo pode levar ainda a transtornos psicológicos, aumento da agressividade e doenças sérias. "Quando utilizado puramente para fins estéticos de ganho de massa muscular, devido às doses ingeridas, pode gerar até tumores, principalmente no fígado", avisa Souza. "Todo e qualquer medicamento só deve ser usado para as doenças de que trata, e nunca com finalidades estéticas - sempre que isso é feito, as chances de prejudicar o organismo são muito altas."
 
Mercado Negro

Você deve estar se perguntando como é que, então, tanta gente tem conseguido a substância nos últimos meses. "O problema é o tráfico de medicamentos, que facilita o acesso à oxandrolona. A origem é duvidosa, ela pode ser falsificada e você nem saber exatamente o que está consumindo", alerta o nutricionista esportivo Rodolfo Peres, de São Paulo.
 
Saída Saudável
 
Conquistar um corpo tonificado e definido exige dedicação e força de vontade. Mas, seguindo a receita tradicional, você terá a certeza de que os resultados obtidos serão saudáveis. "O atual desejo na maioria de homens e mulheres,  é possuir um físico com pouco teor de gordura corporal e ganho de massa muscular, uma dieta bem elaborada, acompanhada de um treino intenso, alcançará tal resultado", garante Peres.
 
Uma ótima semana a todos
 
Denis
 
 
            www.mdemulher.abril.com.br
 
 
 

 

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

O condicionamento é mais importante que o peso na prevenção de doenças?

Dois estudos publicados questionam o conceito já cristalizado de que gordura extra é sempre sinal de maior risco para a saúde. O fenômeno é chamado pelos pesquisadores de paradoxo da obesidade: em certos casos, os quilos além da conta não indicam perigo e podem até ser protetores.
 
A primeira pesquisa analisou dados de 43 mil americanos divididos em grupos conforme o nível de obesidade e os resultados em testes de colesterol, pressão arterial e condicionamento físico.
 
Após um acompanhamento de cerca de 14 anos, os médicos, liderados por Francisco Ortega, da Universidade de Granada (Espanha), perceberam que os obesos considerados saudáveis após os exames tiveram um risco 38% menor do que os não saudáveis de morrer por qualquer causa. A redução de morte por problema cardíaco ou câncer foi de 30% a 50%.
O desempenho desses gordos "em forma" ao longo do tempo foi similar ao dos magros saudáveis, segundo o estudo, publicado hoje no "European Heart Journal".
 
Outro trabalho, na mesma edição da revista especializada, analisou, por três anos, a mortalidade de 64 mil suecos com problemas cardíacos (como angina e infarto) submetidos a um exame de imagem para determinar a saúde de suas artérias coronárias.
Os pacientes foram subdivididos de acordo com seu IMC (índice de massa corporal, calculado dividindo o peso em quilos pela altura ao quadrado, em metros).
O gráfico de mortalidade ficou em forma de "U": quem estava nos extremos (muito magros ou obesos mórbidos) tinha risco mais alto de morrer do que paciente intermediários, com sobrepeso ou obesidade moderada.
De acordo com o cardiologista Eduardo Gomes Lima, do Hospital 9 de Julho, esses achados propõem um questionamento ao uso do índice de massa corporal como método para avaliar obesidade.
 
"Dizer que um IMC a partir de 30 significa obesidade é suficiente? Nessa população vai ter obeso de verdade, mas também uma população com boa condição física, com muita massa magra. Não dá para colocar o IMC como grande definidor de prognóstico dos pacientes."
 
A pesquisa que acompanhou os americanos credita o melhor condicionamento físico dos obesos saudáveis como responsável pelo menor risco de morte observado nesse grupo em relação aos não saudáveis.
 
De acordo com o cardiologista Raul Santos, diretor da unidade de lípides do Incor (Instituto do Coração do HC de São Paulo), os exercícios reduzem o impacto dos efeitos prejudiciais da gordura.
 
"O exercício tem ação anticoagulante, ajuda a dilatação dos vasos e melhora a resistência à insulina, tendo um efeito contrário ao da obesidade. É melhor ser um obeso que se exercita do que um magro sedentário."
Fonte: www1.folha.uol.com.br


Abraços
 

domingo, 26 de agosto de 2012

Estudo aponta que praticar 30 ou 60 minutos de exercícios apresenta o mesmo efeito

 
Trinta minutos de exercícios diários são tão efetivos na redução de peso e de massa corporal quanto 60 minutos, segundo um estudo dinamarquês.
A pesquisa, feita por especialistas da Universidade de Copenhague, acaba de ser publicada na revista científica American Journal of Physiology.

Durante 13 semanas, a equipe da Faculty of Medical and Health Sciences monitorou 60 homens obesos - porém saudáveis - que tentavam melhorar sua condição física.
Metade dos participantes seguiu um programa de uma hora de exercícios diários e a outra metade fez apenas meia hora de exercícios. Enquanto se exercitavam, os dois grupos usavam um medidor de batimentos cardíacos e um contador de calorias.
 
Os exercícios tinham vigor suficiente para produzir suor. Os resultados do experimento surpreenderam a equipe dinamarquesa.
 
Em média, os participantes que fizeram 30 minutos de exercícios diários perderam 3,6 quilos em três meses. Os que fizeram uma hora de exercícios, no entanto, perderam apenas 2,7 quilos. Nos dois grupos, a perda de massa corporal foi a mesma - 4 quilos.

 
Segundo um dos pesquisadores, Mads Rosenkilde, os 30 minutos de exercícios ofereceram uma vantagem adicional: "Os participantes que fizeram 30 minutos de exercícios por dia queimaram mais calorias do que deveriam em relação ao programa de treinamento que criamos para eles".

 
Em contrapartida, "observamos que fazer exercícios por uma hora em vez de meia hora não oferece perda adicional de peso ou gordura. Os homens que fizeram mais exercícios perderam pouco em relação à energia que queimaram correndo, andando de bicicleta ou remando".
"Trinta minutos de exercícios concentrados dão resultados igualmente bons na balança", concluiu o estudo.

Fonte: BBC Brasil

Opinião pessoal: 

Para aqueles que leram o texto acima, mantenham a calma, pois mesmo com a conclusão apresentada pelo estudo, devemos avaliar as diversas variantes que podem interferir nos resultados de uma pesquisa como esta, tais como: motivação do indivíduo que participou do grupo de 30min ou 60min, a dedicação durante os exercícios, alimentação, atividades que o indivíduo realizada durante o dia, ocupação profissional, entre outros.

Se faz necessário o desenvolvimento de muitos estudos, para que possamos afirmar com clareza este conceito sobre tempo ideal de treinamento.

Abraço a todos

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Video sobre o Colesterol

O vídeo (AstraZeneca Cardiovascular) abaixo procura explicar de maneira resumida a ação do colesterol em nossas artérias, juntamente com as possíveis complicações sistêmicas.

Portanto, desde já, TODOS devem se conscientizar da importância de conduzirmos a vida de maneira mais equilibrada e saudável, para isso, procurem sempre a orientação de médicos, nutricionistas, fisioterapeutas e educadores físicos, pois dessa forma, todas as metas serão alcançadas com sucesso.

Abraço a todos


quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Doença de Alzheimer


A doença de Alzheimer (Alois Alzheimer, neurologista alemão que primeiro descreveu essa patologia) provoca progressiva e inexorável deterioração das funções cerebrais, como perda de memória, da linguagem, da razão e da habilidade de cuidar de si próprio.
Cerca de 10% das pessoas com mais de 65 anos e 25% com mais de 85 anos podem apresentar algum sintoma dessa enfermidade e são inúmeros os casos que evoluem para demência. Feito o diagnóstico, o tempo médio de sobrevida varia de 8 a 10 anos.

Causas

Não se conhece a causa específica da doença de Alzheimer. Parece haver certa predisposição genética para seu aparecimento. Nesses casos, ela pode desenvolver-se precocemente, por volta dos 50 anos.
Pesquisadores levantam a hipótese de que algum vírus e a deficiência de certas enzimas e proteínas estejam envolvidos na etiologia da doença. Outros especulam que a exposição ao alumínio e seu depósito no cérebro possam contribuir para a instalação do quadro, mas não foi estabelecida nenhuma relação segura de causa e efeito a respeito disso.

Sintomas

* Estágio I (forma inicial) – alterações na memória, personalidade e habilidades espaciais e visuais;
* Estágio II (forma moderada) – dificuldade para falar, realizar tarefas simples e coordenar movimentos; agitação e insônia;
* Estágio III ( forma grave) – resistência à execução de tarefas diárias, incontinência urinária e fecal, dificuldade para comer, deficiência motora progressiva;
* Estágio IV (terminal) – restrição ao leito, mutismo, dor à deglutição, infecções intercorrentes.

Diagnóstico

Não há um teste diagnóstico definitivo para a doença de Alzheimer. A doença só pode ser realmente diagnosticada na autopsia. Médicos baseiam o diagnóstico no levantamento minucioso do histórico pessoal e familiar, em testes psicológicos e por exclusão de outros tipos de doenças mentais.

Tratamento

Até o momento, a doença permanece sem cura. O objetivo do tratamento é minimizar os sintomas. Atualmente, estão sendo desenvolvidos medicamentos que, embora em fase experimental, sugerem a possibilidade de controlar a doença.

O indivíduo deve ser estimulado a praticar exercícios sob supervisão de um fisioterapeuta, com o objetivo de minimizar os déficits motores/respiratórios relacionados a doença.

Recomendações

Cuidar de doentes de Alzheimer é desgastante. Procurar ajuda com familiares e/ou profissionais pode ser uma medida absolutamente necessária.

Algumas medidas podem facilitar a vida dos doentes e de quem cuida deles:

* Fazer o portador de Alzheimer usar uma pulseira, colar ou outro adereço qualquer com dados de identificação (nome, endereço, telefone, etc.)

* Estabelecer uma rotina diária e ajudar o doente a cumpri-la.

* Encorajar a pessoa a vestir-se, comer, ir ao banheiro, tomar banho por sua própria conta.

* Certificar-se de que o doente está recebendo uma dieta balanceada e praticando atividades físicas de acordo com suas possibilidades;

* Eliminar o álcool e o cigarro, pois agravam o desgaste mental;

* Estimular o convívio familiar e social do doente;

* Reorganizar a casa afastando objetos e situações que possam representar perigo.

* Conscientizar-se da evolução progressiva da doença. Habilidades perdidas jamais serão recuperadas;

* Providenciar ajuda profissional e/ou familiar e/ou de amigos, quando o trabalho com o paciente estiver sobrecarregando quem cuida dele.

Um abraço a todos

Fonte: http://drauziovarella.com.br

quinta-feira, 12 de julho de 2012

Anvisa proibe comercialização de suplemento alimentar por apresentar risco a saúde

O consumo de alguns suplementos alimentares, como Jack3D, Oxy Elite Pro, Lipo-6 Black, entre outros, pode causar graves danos à saúde das pessoas. É o que alerta a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), em informe, publicado nesta terça-feira (10/7).

De acordo com o alerta da Agência, alguns desses suplementos contêm ingredientes que não são seguros para o consumo como alimentos ou contêm substâncias com propriedades terapêuticas, que não podem ser consumidas sem acompanhamento médico. 

A substância dimethylamylamine (DMAA), presente em alguns suplementos alimentares é um estimulante usado, principalmente, no auxílio ao emagrecimento, aumento do rendimento atlético e como droga de abuso.

Essa substância, que tem efeitos estimulantes sobre o sistema nervoso central, pode causar dependência, além de outros efeitos adversos, como insuficiência renal, falência do fígado e alterações cardíacas, e pode levar a morte. Alguns países já proibiram a comercialização de produtos que contém DMAA, como Austrália e Nova Zelândia.

“O DMAA tem sido adicionado indiscriminadamente aos suplementos alimentares, apesar de não existir estudos conclusivos sobre a sua dose segura”, afirma Álvares. No Brasil, o comércio de suplementos alimentares com DMAA também é proibido.

Na última terça-feira (3/7), a Anvisa incluiu o DMAA na lista de substâncias proscritas no país, fato que impede a importação dos suplementos que contenham a substância, mesmo que por pessoa física e para consumo pessoal. Entre os suplementos alimentares que possuem DMAA estão: Jack3D, Oxy Elite Pro, Lipo-6 Black, entre outros.

A regulamentação sanitária brasileira permite que pessoas físicas importem suplementos alimentares para consumo próprio, mesmo que esses produtos não estejam regularizados na Anvisa. Entretanto, esses suplementos não podem ser importados com finalidade de revenda ou comércio ou conter substâncias sujeitas a controle especial ou proscritas no país, como é o caso do DMAA.

Solicite SEMPRE o auxílio de seu nutricionista ou médico para a identificação de produtos seguros e regularizados junto à Anvisa.

Abraços

Fonte: http://portal.anvisa.gov.br/wps/portal/anvisa/home

sexta-feira, 29 de junho de 2012

Caminhar ou Correr?

Caminhar e correr são movimentos fisiológicos dos seres humanos, são sempre executados por diversas razões e diferentes propósitos. Apesar de parecer simples, ambos os movimentos necessitam de diversos recrutamentos musculares e ajustes posturais, de forma que ocorra um movimento harmônico.
Quando pensamos em caminhada, devemos nos atentar de que se trata de uma atividade de baixo impacto articular, baixo gasto calórico e indicada para os seguintes casos:

  • Pessoas sedentárias
  • Pessoas com sobrepeso/obesidade
  • Iniciantes na prática de atividade física
  • Portadores de lesões músculo-esqueléticas em membros inferiores

No caso da corrida, devemos encarar como atividade de maior impacto articular, alto gasto calórico e considerada uma evolução natural para aqueles que estão caminhando num ritmo mais acelerado.

Para chegarmos a tão desejada corrida, devemos pensar primeiramente em evoluir na velocidade de caminhada, iniciando com 4 km/h (leve), em seguida uma caminhada mais acelerada de 6km/h e chegando finalmente ao “trote” que é uma corrida leve com velocidade em torno de 7km/h. Para o indivíduo atingir esta evolução, vai depender diretamente de aspectos como a frequência de treinamento, intensidade, idade e, se possui ou não, fatores de risco. Devemos lembrar que esta evolução será gradativa e de acordo com a individualidade biológica de cada um.

Entretanto, devemos concluir que, tanto a caminhada, quanto a corrida são ótimos exercícios e igualmente importantes na vida das pessoas, mas, serão selecionados de acordo com o objetivo/necessidade de cada indivíduo.

Abraço a todos

Denis

terça-feira, 12 de junho de 2012

Slackline

É um esporte de equilíbrio, praticado sobre uma fita de nylon estreita e flexível, fixada por duas âncoras em suas extremidades. A quantidade de praticantes cresce a cada dia e a razão para essa crescente demanda vai desde os inúmeros benefícios corporais até pela diversão proporcionada. Esta modalidade esportiva pode ser praticada em diversos lugares, entre eles, parques, praias e clubes.

O slackline inicialmente era praticado por profissionais de escalada, entretanto, hoje possui um público mais abrangente que se estende para skatistas, surfistas e praticantes ou não de outras atividades, porém devemos alertar a importância de realizar a prática sempre com acompanhamento de um profissional.

VANTAGENS

- Melhora do equilíbrio

- Aumento de força muscular

- Coordenação motora

- Agilidade

- Melhora da velocidade de resposta a estímulos

Modalidades

Trickline: É a modalidade mais praticada e convencional, é trabalhada a uma altura em torno de 60 centímetros do chão.

Longline: É praticada em fitas com o comprimento de até 20 metros.


Highline: É a modalidade praticada a alturas superiores as 5 metros.

Waterline: É praticado por cima da água, podendo ser em lagos, piscinas ou mar.

Finalizo esta postagem desejando sorte a todos aqueles que pretendem iniciar a prática desta ótima modalidade desportiva.
Abraço a todos
Denis

domingo, 27 de maio de 2012

Exercícios Pliométricos

O que é?

É um método de treinamento que combina força com velocidade na execução do exercício, explorando dessa forma a potência muscular.
Visa combinar ciclos de alongamento e contração musculares dentro de um mesmo exercício, podendo ser exemplificado através do movimento de salto.

Qual o público-alvo para este treinamento?

  • Indivíduos que possuam um bom preparo físico e boa força muscular.
  • Atletas profissionais de diversas modalidades esportivas, podendo ser direcionado o treinamento para cada gesto desportivo e, desta forma, influenciar positivamente no rendimento.
  • Indivíduos com histórico de lesões músculo-esqueléticas devem ser avaliados detalhadamente.
  • Indivíduos em processo de reabilitação, uma vez que, estimulará a propriocepção, coordenação motora e fortalecimento muscular dinâmico.
Benefícios
  • Melhora da força muscular
  • Melhora da velocidade
  • Aumento da resistência muscular
  • Melhora do condicionamento físico
  • Melhora do rendimento desportivo

Quais as precauções?

  • O exercício deve ser criado de maneira cuidadosa, de acordo com a condição física do indivíduo.
  • A evolução deve ser lenta e gradativa.
  • A motivação contínua e a progressão organizada são fundamentais para um treino bem sucedido.
  • Por ser uma atividade de alta intensidade, a boa postura durante a execução dos movimentos é fundamental para não resultar em lesões.
  • Deve ser atribuído tempo de repouso entre as séries, para que a fadiga muscular não interfira na técnica.
  • Monitorar a frequência cardíaca (e se necessário a pressão arterial).
Para que haja evolução de rendimento neste tipo de treino, é necessário que o profissional saiba explorar algumas variáveis:
  • Velocidade de execução
  • Utilização de carga externa
  • Intensidade
  • Frequência do treinamento
  • Sentido do movimento (com mudança de direções)
  • Tempo de recuperação
Em um programa de exercícios pliométricos é fundamental que o indivíduo seja supervisionado por um profissional que utilize o bom senso e a experiência no regime de treinamento, desta forma, atingindo os objetivos necessários com o máximo de segurança e eficiência.

Abraço a todos


domingo, 13 de maio de 2012

A hora do suplemento

Abastecer-se com o produto certo no tempo certo amplifica o resultado do treino.

BCAA
O QUE É: composto com valina, leucina e isoleucina (aminoácidos de cadeia ramificada ou BCAAs, que não são produzidos pelo corpo).

INDICADO PARA: esportes de longa duração, como meias-maratonas ou triatlo. “O BCAA retarda a fadiga, reduz dores e quedas na função imunológica”, diz Thaís Nabholz, autora do livro Nutrição Esportiva: Aspectos Relacionados à Suplementação (Ed. Sarvier, 498 págs.). Também é interessante para quem faz musculação, pois estimula a produção da proteína M-tor, que participa do processo de crescimento de massa muscular. a dose diária aproximada recomendada de BCAA fica entre 3,5 e 5 g.

HORA PARA TOMAR: duas vezes ao dia – 30 minutos antes e até uma hora após o treino.

RISCOS DO EXAGERO: Sobrecarga nos rins.

WHEY PROTEIN
O QUE É: Proteína do soro de leite.

INDICADO PARA: Evitar catabolismo (perda muscular) e construir músculo, independentemente da modalidade de treino.

HORA PARA TOMAR: Até uma hora após o treino. "Aí os aminoácidos da proteína são mais bem captados, evitando catabolismo e lesões", diz Maristela Strufaldi, nutricionista e consultora da MH. Unir o whey a suplementos de carboidrato, como a dextrose, acelera o transporte dos nutricientes da proteína. Misture 0,25 g de whey a 1 g de carboidrato por quilo de peso corporal (se tiver sobrepeso ou treinar forte, a medida pode variar. Procure um nutricionista).

RISCOS DO EXAGERO: Sobrecarregar fígado e rins, e engordar (o excesso de proteína não é absorvido e vira gordura).

CREATINA
O QUE É: Composto de aminoácidos (arginina, metionina e glicina).

INDICADO PARA: Ganhar força e energia em modalidades que exigem explosão (como esportes de quadra e musculação). "A energia dos músculos vem de uma molécula chamada ATP, que age por um intervalo curto. Ao ser metabolizada, a creatina ajuda a reconstruir a ATP", afirma Rogério Frade, professor do curso Nutrição e Suplementação na Atividade Física da Universidade Gama Filho (UGF), em São Paulo.

HORA PARA TOMAR: Até uma hora pós treino. Misture-a a suplemento de carboidrato, como a dextrose. "Assim a ação da creatina é otimizada", diz Henry Okigami, farmacêutico e especialista em suplementação. A Anvisa determina que as creatinas devem ter um aviso dizendo que o consumo acima de 3 g pode ser prejudicial. Combine-a com 3 a 5 colheres (sopa) de carboidrato.

RISCOS DO EXAGERO: Complicações renais e desarranjo gastrointestinal.

GEL DE CARBOIDRATO
O QUE É: Composto que combina polissacarídeos (açúcares de molécula grande), como a maltodextrina, e monossacarídeos (açúcares de molécula menor), como a dextrose.

INDICADO PARA: Praticantes de atividade física com duração maior que uma hora ou intensa.

HORA PARA TOMAR: 30 minutos pré-treino. Como tem absorção mais lenta, fornece energia durante o exercício.

RISCOS DO EXAGERO: Engordar e ter diarreia.

SUPLEMENTO A BASE DE CAFEÍNA
O QUE É: Estimulante de cafeína.

INDICADO PARA: Dar mais ânimo no treino e perder peso. "Ao estimular o sistema nervoso central, ela aumenta disposição e atenção", diz Suzana Bonumá, nutricionista e especialista em Fisiologia do Exercício pela Universidade de São Paulo (USP). "Também aumenta frequência cardíaca e temperatura corporal, associando-se à termogênese (queima de gordura). "A dose indicada é de até 6 mg por quilo de peso corporal ao dia.

HORA PARA TOMAR: 30 minutos pré-treino (tempo até o início da ação) e/ou nas primeiras horas após acordar (para potencializar a termogênese).

RISCOS DO EXAGERO: Taquicardia, alterações na pressão e insônia.

PRECURSOR DE ÓXIDO NÍTRICO (NO)
O QUE É: Composto que promove a produção de óxido nítrico, gás que circula nos vasos sanguíneos aumentando o fluxo de sangue no músculo.

INDICADO PARA: Praticantes de musculação que visam hipertrofia. "O aumento do fluxo sanguíneo faz o músculo receber mais oxigênio e nutrientes, melhorando o resultado e reduzindo a fadiga pós-treino", diz Thaís.

HORA PARA TOMAR: 30 minutos antes do treino.

RISCOS DO EXAGERO: Quedas na pressão arterial, taquicardia e irritabilidade gástrica.

SUPLEMENTO DE FIBRA
O QUE É: Composto com fibras solúveis (que dissolvem na água durante a digestão) e/ou insolúveis (que não dissolvem em água ao serem digeridas).

INDICADO PARA: Quem está acima do peso. "A digestão das fibras solúveis gera volume e libera o hormônio GLP-1, promovendo a saciedade". afirma Okigami. "Elas também atraem moléculas de gordura e açúcar, eliminando-as nas fezes. Já as insolúveis ajudam na formação e eliminação do bolo fecal."

HORA PARA TOMAR: Em lanches. Assim você não chega às refeições com tanta fome.

RISCOS DO EXAGERO: Diarreia e problemas ao absorver nutrientes, como vitaminas.

BLEND DE PROTEÍNAS
O QUE É: Combinação de várias proteínas, como o whey protein, caseína e proteína de soja.

INDICADO PARA: Ganhar massa magra e evitar catabolismo (perda de massa muscular), interesse comum a quase todas as modalidades.

HORA PARA TOMAR: Na primeira ou última refeição. "As diversas fontes proteicas garantem a absorção do nutriente por um período maior, o que ajuda a evitar o catabolismo", explica Frade.

RISCOS DO EXAGERO: Os mesmo do whey protein.

           www.menshealth.abril.com.br
Abraço a todos