Loading...

domingo, 28 de agosto de 2011

Não deixe que pequenos obstáculos da vida se transformem em grandes motivos que lhe impeçam de praticar uma atividade física.

 Um abraço a todos

terça-feira, 23 de agosto de 2011

Vigorexia

Com o aumento do famoso “culto” ao corpo perfeito, vem surgindo de maneira crescente  um comprometimento chamado Vigorexia ou Transtorno Dismórfico Corporal,  considerada pelos médicos como um TOC (transtorno obsessivo compulsivo), onde o indivíduo desenvolve uma auto imagem distorcida de si mesmo.

Ao iniciar uma atividade física, estes indivíduos consideram-se extremamente magros , franzinos e muitas vezes com vergonha de seus padrões corporais. Com o passar do tempo, a maioria deles inicia uma busca obsessiva e desenfreada a fim de atingir o maior vigor físico possível (em alguns casos aderem aos anabolizantes), entretanto, o problema maior é que estas pessoas não percebem o quão escravizadas e dependentes já  se tornaram desta estética corporal que por vezes é determinada por uma sociedade egoísta, cruel e consumista.

A pessoa portadora deste transtorno, mesmo sendo extremamente forte, ao se deparar com um espelho considera-se extremamente magra e esquelética. Deve ser esclarecido que Vigorexia e Anorexia NÃO são sinônimos, enquanto que os vigoréxicos mesmo sendo fortes consideram-se magros, os anoréxicos NUNCA consideram-se magros.
Características do indivíduo
- Acometimento em grande parte do sexo masculino
- Fisicamente fortes
- Prática esportiva de musculação e/ou Fisiculturismo
- Carga horária excessiva de treinamento


Sintomas (podem estar relacionados ao treinamento excessivo/Overtraining)
- Fadiga global e persistente
- Fraqueza muscular
- Desânimo
- Depressão
- Irritabilidade
- Desinteresse sexual
O tratamento consiste em um acompanhamento com psicoterapeuta, psiquiatra e nutricionista, além é claro do apoio familiar.
Abraço a todos e uma ótima semana
Denis

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Dores na "canela" durante a corrida?

Sindrome do Stress do Medial Tibial (SSMT) ou Periostite Medial da Tibial e conhecida popularmente como "Canelite", costuma incomodar grande parte dos atletas amadores e em uma menor parte os profissionais. Os praticantes de corrida são os indivíduos que sofrem maior acometimento desta lesão. É um processo inflamatório que acomete a tíbia, e/ou os tendões e músculos na região. Inicialmente é uma inflamação do periósteo (fina camada que recobre o osso) que pode evoluir para algumas áreas subjacentes.
Causas:
  •    Alterações Biomecânicas,
  •    Aumento súbito na carga de treinamento
  •    Alterações do calçado utilizado/amortecimento inadequado
  •    Alteração da superfície de treinamento (cimento, asfalto, grama, esteira)
  •    Encurtamentos musculares
  •    Erros de execução do gesto esportivo
  •    Pronação do pé durante a fase de apoio
  •    Fraqueza muscular
Sinais Clinicos: dor (progressiva e continua) na face anterior da tíbia (“canela”), piora durante a atividade e melhora com o repouso (inicialmente), pode apresentar edema e queda do desempenho esportivo.
Tratamento: Geralmente é conservador, devendo primariamente reduzir os sinais inflamatórios, através de compressas de gelo e recursos fisioterapêuticos de analgesia + alongamento muscular (principalmente do tríceps sural – panturrilha).
Evitar inicialmente exercícios com impacto articular , podendo ser uma ótima ferramenta nesta fase, o trabalho específico em piscina associado a utilização de equipamentos com baixo impacto articular como o “transport” e bicicleta, afim de trabalhar o condicionamento cardiovascular deste indivíduo.
É importante que o retorno à atividade seja realizado de maneira gradativa e selecionando a superfície do terreno ideal para a corrida.
Dicas para minimizar: Utilização de calçados com amortecimento, Utilização de palmilhas ortopédicas (silicone), procurar um tênis adequado para o tipo de pisada (Pronada, supinada ou neutra)mudar o terreno e o local de corrida.
E lembre-se... Nunca corra sentindo dores...
Respeite os SINAIS DO SEU CORPO
Um abraço e Boa semana
Denis

domingo, 7 de agosto de 2011

Dicas para quem pretende iniciar uma atividade física

Para você que pretende iniciar a prática de exercícios regulares, segue abaixo algumas dicas visando o máximo de segurança.
1-      Realizar uma avaliação médica completa, seguida de exames como: Eletrocardiograma, Ecocardiograma e Teste Ergométrico, sendo estes alguns dos principais exames pertinentes ao check-up. Caso você possua um histórico familiar de doenças cardíacas, diabetes, hipertensão arterial sistêmica (HAS), entre outros, deve informar ao seu médico.

2-      Avaliação Física/Postural com um fisioterapeuta, para que haja o aconselhamento postural e um mensuramento das possíveis limitações.

3-      Buscar o auxílio de um profissional da Educação Física para que esta prática seja iniciada respeitando os limites do corpo e para certificar-se de que não haverá falhas de execução.

4-      Selecionar uma modalidade esportiva que lhe traga prazer em praticar.

5-      Manter uma boa hidratação antes, durante e depois da prática.

6-      Nunca praticar a atividade em estado de jejum absoluto e após o término alimentar-se de maneira saudável. (consultar um nutricionista).

7-      Realizar alongamentos musculares específicos pré e pós exercício.

8-      Em hipótese alguma realizar exercícios sentindo dores articulares (diferenciar de dores musculares causadas pelo exercício), caso este sintoma seja freqüente, você deve procurar um médico.
O inicio de uma atividade física sem um acompanhamento prévio pode trazer diversos riscos à saúde, fatais ou não.
Um abraço a todos
Denis