Loading...

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Progressões da Ponte com Medicine Ball.wmv



Neste vídeo procuro demonstrar algumas variações do exercício de ponte utilizando o medicine ball, é importante salientar a todos que existe uma variação no recrutamento muscular de acordo com as angulações trabalhadas e/ou de acordo com o posicionamento do joelho estando ele em flexão ou extensão. Havendo a necessidade de aumentar o grau de dificuldade, podem ser utilizados estímulos externos de desequilíbrio, alteração de angulações, trabalho sincronizado com o membro superior... portanto basta criatividadeeeeeeee...

Um abraço

Denis

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Hipertensão Arterial x Atividade Física

O American College of Sports Medicine (ACSM), realizou um estudo aplicando a atividade física aeróbia (esteira) e anaeróbia (musculação) em 2 grupos:
  • Pessoas com a pressão arterial em níveis normais (120x80mmHg)
  • Pessoas com Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS)

Com a pesquisa puderam concluir que:

Exercícios dinâmicos aeróbios reduzem a pressão arterial (P.A.) de repouso dos indivíduos normais e nos portadores de HAS, entretanto essa diminuição de P.A. apresentou maiores "quedas" nos hipertensos.

Os exercícios resistidos (musculação) caracteriza-se pela contração de um músculo isolado e/ou grupamento muscular, contra uma resistência externa (manual ou mecânica). Essa atividade quando realizada com baixa intensidade, utilizando um número elevado de repetições com pequenos pesos, melhora a resistência muscular localizada, causando discretas elevações da pressão arterial durante o esforço, reduzindo-a posteriormente.

Obviamente que essa diminuição de P.A. poderá variar de acordo com fatores como: Hereditariedade, hábitos alimentares, nível de atividade física, entre outros.

O ACSM preconiza como nível de atividade física ideal para hipertensos, o seguinte:

Frequência - preferivelmente 6 x por semana (1 dia de descanso)
Intensidade - Moderada
Tempo - Mínimo de 30 minutos de atividade contínua
Característica - Exercícios Aeróbios complementados por exercícios resistidos com baixa carga, visando resistência muscular. 

Logo abaixo postei um vídeo que explica de uma maneira simples e animada todo o processo de Hipertensão Arterial, o vídeo tem pouco mais de 9 minutos mas garanto a vocês que vale a pena dar uma conferida.

Abraços e Boa semana

Denis


sábado, 23 de abril de 2011

HIPERTENSO ARTERIAL.wmv



Pessoal postei este vídeo sobre Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) que foi produzido pela Pfizer, o que mais chamou atenção, é que ele trata deste comprometimento (HAS) de uma maneira clara e objetiva, possui pouco mais de 9 min de duração, mas, tenho a certeza que todos aqueles que assistirem o vídeo até o final, vão adquirir conhecimento e quem sabe eliminar algumas dúvidas que cercam o assunto.
Um abraço a todos
Denis

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Doping Genético

O programa SporTV Reporter (Canal Fechado SporTV) transmitiu uma matéria relacionado ao Doping Genético,  assunto que vem sendo discutido há algum tempo no meio científico/esportivo e que tende a ganhar espaço cada dia mais.
De Acordo com a World Anti-Doping Agency (WADA) o doping pode ser compreendido como a utilização de substância ou método que possa melhorar o desempenho esportivo e atente contra a ética esportiva em determinado tempo e lugar, com ou sem prejuízo à saúde do esportista.
Doping genético pode ser definido como a utilização para fins não terapêuticos de células, genes, elementos genéticos, ou de modulação da expressão genética, que tenham a capacidade de melhorar o desempenho esportivo (WADA, 2003).
Atualmente este tema surge em cena com muita força e trazendo grande preocupação aos membros da WADA, comunidade esportiva em geral e organizadores de eventos como: Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos de Londres e Rio de Janeiro.
A Terapia Gênica consiste na inserção de genes funcionais em células com genes defeituosos, para substituir ou complementar esses genes causadores de doenças. Atualmente é utilizado na pesquisa de diversas doenças, entre elas as distrofias musculares. Especificamente no esporte, a terapia gênica trilha um caminho promissor na recuperação de diversos tecidos fibro-cartilaginosos com baixa capacidade de regeneração, tais como ligamentos, meniscos, tendões, entre outros.
Diferentemente do objetivo da terapia gênica, que consiste em alterar um gene para obter a cura como resultado, o doping genético não requer exatamente a modificação em um gene específico, pois há muitos genes que, se modificados, podem levar ao aumento do desempenho esportivo. Aliado a isso existem relatos de pesquisadores que vêm sendo procurados com relativa freqüência por treinadores e membros de equipes esportivas das mais diversas modalidades, afim de “criar” um novo legado de atletas geneticamente mais favorecidos.
Entre os diversos genes candidatos ao doping genético, podemos citar alguns:
  • Eritropoietina - melhora as trocas gasosas e aumenta a resistência dos atletas
  • IGF-1 (fator de crescimento 1) - atua no aumento de massa muscular
  • Miostatina - aumento notável de força e massa muscular
A maior dificuldade da WADA será na detecção e percepção de novos genes que dificultarão o antidoping genético.
Portanto ficam algumas perguntas pendentes:
Como a WADA poderá punir algo que ainda não se pode provar??
A terapia gênica poderá contribuir com a melhora da qualidade de vida em pessoas normais?
Para finalizar esta postagem  posso dizer a todos,  que a terapia gênica certamente é um importante passo para a evolução do ser humano, entretanto é importante dizer que, havendo melhora do rendimento esportivo, certamente o doping genético será tão errado quanto qualquer forma de doping tradicional.
Um abraço à todos
Denis



quarta-feira, 6 de abril de 2011

Dia Mundial da Atividade Física

                                                                                                                                                            


Hoje, dia 06 de abril, é reconhecido pela Organização Mundial da Saúde (OMS), como o Dia Mundial da Atividade Física.

A atividade física pode ser definida como: "qualquer movimento corporal, produzido pelo sistema músculo-esquelético e que resulte em gasto energético mais elevado que os níveis de repouso".

Desde o início dos tempos o ser humano pratica atividade física, inicialmente através de necessidades como a caça, construção de objetos/moradias, sobrevivência, entre outros. Neste período a prática de exercícios era realizada sem o conhecimento específico, resultando em falhas e/ou erros de execução nos movimentos primários do corpo humano. Sabia-se apenas que, aqueles indivíduos que trabalhavam o corpo em atividades do dia a dia com maior frequência, apresentavam com o tempo, um corpo mais esbelto, forte e disposto a efetuar todos os deveres necessários.

Atualmente o termo Atividade Física tem como objetivo: promover o bem estar físico, mental e espiritual.

Seja qual for sua modalidade preferida, nunca se esqueça de fazer com o máximo de atenção, determinação e prazer (é possível). Procure sempre a orientação de um profissional qualificado, afim de evitar problemas originados de um exercício mal orientado.

Parabéns para todos aqueles que praticam algum tipo de esporte e que buscam no exercício uma saída para viver uma vida mais saudável.

Para aqueles que NÃO praticam, espero que esta postagem possa servir de motivação para mudar o rumo de suas vidas e dêem uma oportunidade à Atividade Física.

Abraço a todos


Denis